Cereais e tomate: automatização para setores de "peso" - Cachapuz

Browser not suported.

Download an updated browser:

Chrome

Firefox

Clipping

Cereais e tomate: automatização para setores de “peso”

1 Dezembro, 2014

Novembro. Vários são os aromas que pairam no ar e um dos mais característicos é o de castanha assada. No domínio da agricultura, chega o tempo de colher e semear.

 

Antes de mais, voltemos ao passado. Com a revolução industrial do século XIX, proporcionou-se o desenvolvimento de novas técnicas de colheita e de fabrico de produtos, nomeadamente nos derivados dos cereais, o que resultou num aumento notório do rendimento das culturas. Nos séculos XIX e XX, assistiu-se a uma grande expansão dos produtos cerealíferos, incluindo o início da indústria produtora de cereais de pequeno-almoço.

 

Nesta altura, outra das matérias-primas que começou a ganhar terreno foi o tomate, essencialmente como ingrediente principal para a gastronomia mediterrânea. O tomate passou a ser cultivado e consumido em escala cada vez maior sendo que, hoje, Portugal é o segundo maior exportador de produtos derivados do tomate da Europa, o quarto maior do mundo e o único no mundo que exporta a quase totalidade da sua produção, 95%. A aposta na inovação e na tecnologia são as principais razões para o bom desempenho do setor industrial do tomate em Portugal, que só na última década investiu 60 milhões de euros.

 

A palavra “inovação” é também a chave de sucesso das soluções da Cachapuz que ao longo dos anos tem contribuído para um posicionamento de liderança. As soluções de software para a automatização de processos logísticos de pesagem – SLV Cereals e SLV Tomato – são atualmente duas referências reconhecidas do percurso histórico desta empresa bracarense, nacional e internacionalmente.

 

O SLV Cereals é uma customização do SLV Platform, especialmente concebido e adaptado para as necessidades específicas da indústria de cereais. Esta solução automatiza e sistematiza todos os processos associados à pesagem e expedição de cereais, resultando num aumento do índice de qualidade de serviço com o natural incremento da competitividade da empresa cliente.
Para o setor do tomate, a Cachapuz dispõe de uma solução modular e escalável, o SLV Tomato, assente num software “inteligente” para apoiar na gestão das operações de pesagem. Este sistema permite o registo informatizado dessas operações e a classificação do produto, facultando o posterior tratamento administrativo da informação registada. A Cachapuz recentemente procedeu a um upgrade notável, atestando esta solução de novas funcionalidades direcionadas para uma superior análise de informação, disponibilização de indicadores de negócio e promoção de uma melhor interação entre os diversos agentes do sistema.

 

Desta forma, recorrendo à tecnologia avançada, a Cachapuz incorpora na sua oferta soluções de vanguarda para a pesagem industrial que incutam um acréscimo de valor para os seus parceiros, favorecendo o aumento da produtividade dos que operam nesses setores de atividade. O fator “inovação” é o cerne da liderança Cachapuz!

  

Encontre na Revista SIM, nr.160 (2ª quinzena de novembro) um artigo de “peso”!