Cachapuz faz upgrade no domínio ambiental - Cachapuz

Browser not suported.

Download an updated browser:

Chrome

Firefox

Clipping

Cachapuz faz upgrade no domínio ambiental

21 Outubro, 2014

As questões ambientais, enquanto preocupação generalizada, surgiram no século XX entre os anos 60 e 70, tendo-se verificado uma crescente consciencialização internacional. Entretanto, o que sucedia em Portugal?

 

Sentiu-se a necessidade de aprofundar esta temática, dando-lhe uma importância menos política e mais prática em termos de ensino. A ideia era apostar numa vertente académica com o intuito de qualificar e profissionalizar este que era um dos principais temas nacionais em voga: o Ambiente. Como resposta aos problemas que emergiam, em 1976 surgiu o curso autónomo de Engenharia do Ambiente na Universidade de Aveiro.

 

A adesão de Portugal à União Europeia em janeiro de 1986, quase coincidente com o Ano Europeu do Ambiente (1987), constituiu um marco crucial na política ambiental do nosso país. Ao nível legislativo destaca-se o pioneirismo de Portugal na aprovação da Lei de Bases do Ambiente (LBA) em 1987, que consagrava direitos e deveres ambientais no seu texto. Na sua sequência, surgiram leis que incidiam sobre problemas como a gestão da água, do ar, do ruído e resíduos, defesa do litoral e proteção das espécies.

 

Por terras de Bracara Augusta, a Cachapuz assegurou a temática a seu favor respondendo antecipadamente às necessidades emergentes deste setor de atividade.

 

No final dos anos 90, foram criadas as primeiras infraestruturas de deposição controlada. Para facilitar a gestão de resíduos, demonstrando o seu pioneirismo na conceção e desenvolvimento de sistemas de automatização, a Cachapuz lança uma solução (SPAT – Sistema de Pesagem para Aterros) criada especificamente para o setor. A SPAT faz o registo informatizado e análise de pesagens em locais de deposição, armazenagem ou transferência de resíduos. Além disso, esta solução permite que os motoristas efetuem, de modo autónomo, as operações de pesagem, reduzindo o tempo de execução e, consequentemente, aumentando a produtividade do processo associado.

 

Em 2006, a empresa bracarense identificou e resolveu uma lacuna no registo e tratamento informatizados da atividade de recolha seletiva de resíduos. Foi então criada a solução SPAR – Sistema de Planeamento e Análise da Recolha.
A SPAR é uma solução informática concebida para apoiar e facilitar o processo de recolha seletiva de resíduos, fornecendo as ferramentas necessárias para um planeamento e gestão eficazes dos recursos afetos a esta atividade, à exploração e análise da informação para suporte à decisão e à interação com os utentes do sistema.
A inovação proposta por esta solução informática obteve uma aceitação imediata no mercado, tendo sido instalada em 12 sistemas intermunicipais e multimunicipais de gestão de resíduos.

 

Este ano, a SPAR foi submetida a um upgrade, dotando-a de uma arquitetura centralizada e orientada a serviços com interface web e preparada para ser utilizada nas novas gerações de dispositivos móveis – tablet e smartphone – incluindo um módulo de envio de notificações automáticas por email e sms.
É de destacar ainda que a SPAR foi desenhada de forma modular, com componentes complementares que permitem a sua adaptação às necessidades específicas de cada entidade que atue nesta área de negócio.

 

Desde a sua criação que a SPAR tem sido alvo de atualizações constantes dando resposta efetiva e à medida das carências sentidas pelo mercado. Como é já habitual, a Cachapuz está sempre “em cima do acontecimento” porque, na Cachapuz, a inovação é encarada como uma forma de estar, mesmo a de cariz ambiental!

 

Edição de outubro – revista SIM, número 158