Clientes

 

"A relação entre a Ambiarruda e a Cachapuz sempre se manteve muito profissional e com base num objetivo comum: prestar um serviço com qualidade. Adquirimos a ponte-báscula da Cachapuz, a SBP-M SB, e a plataforma de pesagem de veículos SPF e sem estes equipamentos a nossa empresa não poderia trabalhar tão eficazmente. Relativamente à SPAR, é claramente uma solução com qualidade pois trata de toda a informatização do processo de recolha dos resíduos e manutenção dos equipamentos, o que contribuiu largamente para a redução de custos e tempos de operação".

Marco Dias - Diretor Geral da Ambiarruda
 

 

"A Herdade Maria da Guarda tem especial orgulho na relação de respeito e confiança mútua que promove com as empresas com as quais tem ligações comerciais. Entre estas está a Cachapuz, preenchendo o perfil de ser nosso parceiro - no que em inglês se denomina stakeholder, ou seja um envolvimento que se empenha ao longo do tempo. Produzir um bom equipamento, haverá alguns que talvez o saibam fazer; a diferenciação reside muito em estar focado para que tudo corra bem e a exigência do cliente seja satisfeita quando os meses e os anos começam a passar. Aí entra-se no campo da qualidade da relação.
Do Lagar da Herdade de Maria da Guarda saem anualmente cerca de 2 milhões de quilos de azeite, sendo que apenas uma ínfima parte é embalada. Como damos muita atenção ao detalhe, o sistema de enchimento (OIL 10) da Cachapuz contribui para um serviço mais rápido sem perder o rigor que exigimos.
E no que diz respeito à ponte-báscula (SBP/M-SB) por onde passam, por ano centenas de camiões cisternas de clientes, as manutenções são cumpridas, e nunca surgiu qualquer tipo de falha em termos de aferição de peso. Todos sabem que tanto nós como os nossos clientes temos de ser exigentes no rigor das pesagens.
A Cachapuz com a qualidade dos seus produtos e a excelência do seu pós-venda é instrumental para que possamos fornecer precisão aos nossos clientes. Sem isso não há relações estáveis.
E sem relações estáveis, nem a Cachapuz, nem a Herdade Maria da Guarda, teriam centenas de anos de história para contar".

João Cortez de Lobão, Administrador da Herdade Maria da Guarda

 

"A aquisição da solução SPA da Cachapuz foi fundamental para o desempenho produtivo da Interaves. A celeridade na resposta e a montagem deste software são claramente os aspetos mais relevantes a sublinhar, sem esquecer o facto de ser altamente fiável. A produtividade da Interaves está amplamente beneficiada devido aos resultados adquiridos pela monitorização do controlo da pesagem e o rigor com que é executada, assegurando assim a identificação de eventuais desvios. Esta relação, assente em responsabilidade e fiabilidade com a Cachapuz, tem sido fundamental para o sucesso da Interaves".

Dr. Marco Barros, Diretor de Produção, Interaves
 

 

"A CME Águas adquiriu em 2007 uma ponte báscula SBP-M. Estamos bastante satisfeitos com a nossa escolha, pois até à data esta tem-se revelado altamente fiável e rigorosa na pesagem, o que para a CME Águas é muito importante, tendo em conta que a faturação da empresa depende das toneladas de resíduos admitidos. De igual modo, consideramos a assistência técnica e as verificações periódicas dos equipamentos, como duas importantes valências da Cachapuz".

Engª. Antonina Brandão, Responsável de Unidade, CME Águas SA

 

 

"A relação entre a Somincor e a Cachapuz começou em 1988. A fidelização à Cachapuz deve-se principalmente ao excelente atendimento, à rapidez de resposta da sua assistência técnica e à eficiência dos seus equipamentos. Começamos pela aquisição de uma ponte-báscula de 60 000 kg com sistema de alavancas mecânicas que foi substituída em 2001 por uma báscula de 60 000 kg de oito células. Além disso, temos mais uma báscula de 60 000 kg e 3 plataformas de pesagem de 150 kg. Estes equipamentos são verificados anualmente pelos técnicos da Cachapuz o que só comprova a excelência deste serviço."  

Dr. António Rafacho, Encarregado do Setor Básculas, SOMINCOR

 

 

"Sendo uma das empresas com maior produção de melão da região, os equipamentos da Cachapuz fazem toda a diferença no nosso negócio. Conhecemos a Cachapuz há 5 anos e sempre nos prestaram um serviço de excelência: um acompanhamento comercial contínuo, uma equipa técnica muito prestável e com elevados padrões de qualidade. A ponte báscula de 16 metros e o terminal DD 1010 são equipamentos que se revelam ferramentas essenciais para a produtividade do nosso negócio, contribuindo para um desempenho mais eficaz no processo de pesagem. Recomendamos, sem reservas, os equipamentos e serviços da Cachapuz!" 

Manuel Engrola, Diretor da Manuel Engrola (produtora de melões)

 

 

"A ponte-báscula Digital SBP tem-se revelado uma ferramenta à altura da exigência tecnológica e dos serviços de uma empresa como a EGEO. Notamos a sua engenharia de vanguarda quando a colocamos à prova, confirmando nas operações de pesagem das nossas viaturas uma elevada performance, e capacidade de adaptação rápida a cargas de resíduos de diferentes naturezas, dos mais perigosos aos não perigosos. A instalação da estrutura foi rápida e pareceu simples, quando sabemos que não é, dada a dimensão da estrutura. Isso revelou um serviço de assistência competente, o que fez com que reforçássemos a confiança que já tínhamos depositado na Cachapuz. É raro e essencial este sentimento no mundo empresarial."

Carlos Conceição, Técnico de Licenciamentos, EGEO - Tecnologia e Ambiente, SA (www.egeo.pt)

 

 

"Procurávamos uma ponte-báscula que assegurasse a mais elevada performance face à exigência e competitividade do nosso setor de produção. Não hesitamos perante a oferta no mercado em escolher a SPT 28 da Cachapuz, pois o comprometimento revelado pela empresa em todas as transações desperta confiança, algo tão raro e imprescindível no mundo empresarial. Já a colocámos à prova e a SPT 28 demonstra ser exatamente como é descrita: robusta, adaptável e fiável, para além de uma estética apelativa, acrescentaríamos. A SPT 28 revela-se um equipamento resistente e preciso, e extremamente adaptável, podendo sobrelevar-se quando temos necessidade de efetuar pesagens acima do nível do solo. Consideramos que este foi um dos melhores investimentos nos últimos tempos pela empresa."

João Bolas, ‘Bela Salema', Faro

 

 

"No fornecimento de um Sistema de Pesagem Assistida que permite à TECNOVIA efetuar a gestão da entrada e saída de viaturas nas suas instalações industriais de forma integrada com o seu sistema de informação, salientamos os seguintes aspectos que consideramos serem demonstrados pela Cachapuz: competência técnica, qualidade do serviço de assistência e adaptação às necessidades."

José Manuel Fernandes Calé, Diretor de Contabilidade e Sistemas de Informação

TECNOVIA - Sociedade de Empreitadas, SA

 

 

"No fornecimento da Solução SLV - Sistema Logístico de Viaturas, o projeto decorreu dentro do programado, tendo arrancado dentro dos timmings previstos. Os técnicos demonstraram bom profissionalismo. Gostava de salientar que houve uma parceria bastante estreita entre a equipa da Cachapuz e a equipa da Tagol, sendo possível colmatar todos os imprevistos que foram surgindo, desta forma o projeto ocorreu sem sobressaltos."

Rui Pancadas, Gestor IT, TAGOL - Companhia de Oleaginosas do Tejo, SA

 

 

"O SLV Platform da Cachapuz é versátil, flexível, disponibiliza potentes ferramentas para análise do negócio, para aumentar a performance das operações e para responder às necessidades da empresa/terminal."

Eng. Nelson Castro Santos, Diretor da Sograin

 

 

"No fornecimento de um Sistema de Pesagem Assistida que permite à ALGAR efetuar a gestão, de forma integrada, da entrada e saída de viaturas nos seus dois aterros sanitários e dez estações de transferência. O sistema fornecido responde eficientemente aos requisitos exigidos pela gestão da empresa."

Dr. Hélio Barros, Administrador Delegado, ALGAR - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, SA

 

 

"O crescimento e o desenvolvimento acelerado da Região Autónoma da Madeira, registado no final do século XX, assentou na construção de diversos tipos de infraestruturas, particularmente no domínio das acessibilidades: portos, aeroportos e vias rodoviárias; o que obrigou a uma adequada resposta por parte do setor da construção civil. As quantidades de cimento necessárias foram de tal ordem que colocaram o sistema de autosserviço de cimento a granel na agenda de prioridades da empresa.
Conhecedores do sistema de autosserviço existente nas empresas cimenteiras nacionais, as quais operavam 24 horas/dia, concluímos que o mesmo não era adequado à empresa uma vez que operávamos e queríamos continuar a operar, apenas durante 8 horas/dia. Precisávamos de um sistema totalmente automatizado, que dispensasse a intervenção humana por parte de colaboradores da empresa durante o processo de fornecimento e carregamento de cimento, mas que fosse imune a fraudes. Estas foram as condições de partida quando desafiamos a Cachapuz para resolvê-los e que foram solucionados a contento.
Em 2001 entrou em funcionamento o sistema de self-service a granel, 24 horas/dia, 365 dias/ano, que dispensava a intervenção humana de colaboradores da empresa no processo de fornecimento e carregamento de viaturas de transporte de cimento, incorporando diversos mecanismos e dispositivos de prevenção de fraudes, assente em 2 modalidades:
- Carga única cujos cartões só permitem uma operação de carregamento de cimento, atribuídos em função da verificação prévia da situação comercial dos clientes perante a empresa;
- Multi-carga com cartões que permitem múltiplas operações de carregamento de cimento, com verificação da situação comercial dos clientes perante a empresa feita "a posteriori".
É este o sistema que desde 2001 se encontra em funcionamento na empresa, permitindo satisfazer as necessidades de cimento dos nossos clientes, sem encargos adicionais significativos para a Cimentos Madeira.
Congratulamo-nos ao saber que este é um sistema pioneiro a nível mundial, que está a ser continuamente desenvolvido e aperfeiçoado em Portugal, por técnicos nacionais e que o mesmo se encontra implantado em diversos continentes."

Eng.º José Franco, Diretor de Logística da Cimentos Madeira